O olhar poético de Priscila

29 09 2006

Há algum tempo, soube que Priscila Pereira escrevia poemas e, imediatamente, pedi que ela me mostrasse alguns de seus textos. Finalmente, depois de muita insistência, ela me enviou dois deles. Um estou publicando abaixo; o outro será publicado no ParaTudo 2. O dicionário define poesia como “caráter do que desperta o sentimento de belo”. Leiam os versos dela e vejam como o belo se exprime:


Um poema de Priscila Pereira ainda sem título

Sozinha estava eu
Um pianista intocável
Vagalumes vigiando
Terra molhada
Gosto de mar
Um penhasco ao longe 
Eu corria, corria

O pianista tocava
Um coral ao fundo cantava
Seriam os vagalumes?
Ou o eco de nossa imagem?
A terra gritava e concordava
O penhasco me chamava

Corri e continuei a correr
Além do penhasco
O pianista tocou mais intenso
O coral berrava suando
Os vagalumes se juntaram
Alguns se apagaram.

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: