Uma tábua e muitas paixões

5 06 2006

Denise Schnyder (2º A)

O Teatro precisa de uma tábua e duas paixões, dizia Shakespeare, e se depender da paixão citada por ele e do espaço maravilhoso cedido pelo Colégio Friburgo para a prática dessa arte, os alunos não têm mesmo do que reclamar.

Oferecido pela escola, as aulas de teatro, tanto curricular como as extracurriculares, são de extrema qualidade. Os alunos do ensino médio que não se contentaram com apenas uma aula por semana de tea-tro curricular, passam a tarde de quinta-feira recebendo um ensino mais aprofundado e profissional com o grupo de teatro extracurri-cular, que conta com a direção do Felipe, profissional extremamente conceituado e reconhecido.

Além do grupo teatral de quinta-feira, o colégio ainda oferece espaço para pessoas de fora da escola na segunda-feira à tarde. Os dois grupos prometem apresentar espetáculos para toda a comunidade, estudantes ou não, no final deste ano.

O teatro ajuda na vivência em grupo; você passa a pensar melhor antes de fazer as coisas, ao mesmo tempo em que aprende a se jogar, a viver as emoções a fundo, perdendo qualquer medo do ridículo, e vivendo o seu instinto, o que é muito importante em um mundo como o de hoje.

O Pára Tudo! Acompanha o trabalho desses grupos e deixa você a par sobre o que acontece aqui no Friburgo, e o que acontece de melhor em São Paulo para se ver.

Confira: O Retrato de Dorian Gray

O Retrato de Dorian Gray
Em cartaz no Sesi, O Retrato de Dorian Gray é baseado em um clássico da literatura mundial, escrito em 1890, pelo irlandês Oscar Wilde. A peça conta a história de um jovem que tem seu retrato pintado por um artista. Por algum estranho motivo, esse retrato passa a receber as marcas do tempo e da degradação, enquanto o próprio Dorian permanece imaculado. Diante da possibilidade de gozar, impunemente, dos prazeres da vida, o personagem busca uma existência livre de sofrimento.

A peça é dirigida por Débora Dubois, que tem como experiência, em longa data, com o trabalho com jovens, a peça aborda questões importantes para o jovem na atualidade como o dilema de um mundo que valoriza cada vez mais a juventude e a aparência física. A montagem está sendo exibida de graça e fica em cartaz até o dia 13 de agosto no Teatro Popular do SESI, na Av. Paulista, 1313, perto da estação Trianon-Masp, todos os sábados e domingos às 16h.

Anúncios

Ações

Informação

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: